HOSPITALIDADE E FESTA DO ESPÍRITO SANTO: CONTRIBUTOS DA CARIDADE, MISERICÓRDIA E COMENSALIDADE

Susana de Araujo Gastal, CRISTIANE MESQUITA GOMES MARTINS

Resumo


O presente artigo, de teor ensaístico, tem como objeto a Festa do Divino Espírito Santo, comemorada em Portugal e outros países, entre eles o Brasil, onde a presença de imigrantes portugueses tenha sido significativa. Independente do local de comemoração, a Festa marca-se pela hospitalidade expressa na comensalidade, que parece ter na caridade e na misericórdia sua sustentação em termos de imaginário. Para percorrer tal percurso de construção de sentido, opta-se por retomar a história da festividade em Portugal e as marcas comuns da comemoração que emergem dos seus desdobramentos temporais, quais sejam, as figuras da caridade (bodo) e da misericórdia, que tecem amálgamas na comensalidade. Retomam-se, no primeiro momento, as raízes etimológicas dos termos caridade e misericórdia para, a seguir, buscar sua presença histórica na Festa. A análise parece encaminhar, considerando a Festa do Divino Espírito Santo como comemorada em Alcântara, Maranhão, que os mesmos indicadores estarão, em termos mais recentes, associados à hospitalidade religiosa.

Palavras-chave


hospitalidade; imaginários; caridade; misericórdia; Festa do Divino Espírito Santo, Alcântara-MA, Brasil

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.21714/2179-9164.2018v15n1.803

 Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia