Consumo colaborativo e relacional no contexto do turismo: a proposição de um modelo entre a sociabilidade e a hospitalidade em rede

Beatriz Gondim Matos, Maria de Lourdes de Azevedo Barbosa, Mariana Bueno de Andrade Matos

Resumo


A revolução tecnológica vem influenciando a forma como as pessoas se relacionam e como consomem. Na atividade turística, percebe-se que as práticas sociais e econômicas estão cada vez mais associadas, surgindo a partir daí um tipo de consumo denominado colaborativo, com características de base relacional e que podem ocorrer tanto na interação presencial quanto virtual, em conexão e com a participação de atores (governo, empresas, a comunidade receptora e os turistas) que integram um destino turístico. Assim, realizou-se uma revisão de literatura baseada em reflexões sobre o consumo colaborativo e relacional, sociabilidade e hospitalidade em rede no contexto do turismo. Este artigo foi estruturado a partir de três objetivos: (1) compreender os conceitos de consumo colaborativo e sharing; (2) descrever a sociabilidade e hospitalidade em rede propostas por Wittel (2001) e Molz (2014), respectivamente; (3) propor uma reflexão dos aspectos fundamentais que caracterizam o consumo colaborativo e relacional no contexto do turismo. Como resultado, apresenta-se um quadro interpretativo do consumo colaborativo e relacional no contexto do turismo, que pode servir como base e estimulo para um maior aprofundamento e pesquisa sobre o tema proposto.


Palavras-chave


consumo colaborativo e relacional; sociabilidade em rede; hospitalidade em rede; turismo.

Texto completo:

PDF


 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia