Uma análise visual de um destino turístico cultural

Klaes Eringa, Zhou Shenghan

Resumo


Esta pesquisa dedica-se a compreender como uma cidade relativamente desconhecida, eleita como Capital Europeia da Cultura, pode fazer uso de material visual para atrair visitantes de áreas totalmente diferentes no mundo, em particular da China. O estudo usa sinais visuais com dois objetivos: primeiro, avaliar os fatores motivacionais que levaram viajantes com diferentes históricos culturais a escolher os seus destinos de viagem e, em segundo lugar, explorar a influência da comunicação visual na promoção do turismo cultural. A pesquisa estudou o impacto da informação visual durante vários momentos da visita: antes da visita, no processo de tomada de decisão; durante a visita, no estágio experiencial e depois da visita, na avaliação da pós-experiência. Descobriu-se que o material visual ajuda a moldar a experiência nos três momentos. Por esta razão, é aconselhável que os destinos adotem um sistema de gestão de identidade visual que os ajude a representar a imagem da cidade na forma de uma marca clara.

Palavras-chave


Capital Europeia da Cultura. Leeuwarden 2018. Visitantes Chineses. Gestão e Marketing de Destinos. Pesquisa de Acompanhamento.

Texto completo:

ENG PORT


 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia