A RELAÇÃO ENTRE TURISTAS ESTRANGEIROS E RESIDENTES: O CASO DE PONTA NEGRA - NATAL/RN

Jussara Danielle Aires, Edilene Adelino Pequeno, Lore Fortes

Resumo


O turismo enquanto atividade sociocultural tem sua essência nas interações humanas, sobretudo nas relações entre visitados e visitantes. É nítida a importância da entrada de turistas estrangeiros em Natal e sua permanência na cidade contribui para a dinamicidade da economia além de promover o intercâmbio cultural entre os povos de origens distintas. O objetivo deste artigo é analisar como se dá a relação entre esses turistas estrangeiros e a população residente na principal localidade turística da cidade do Natal, Ponta Negra. Para tanto, centrou-se em tecer reflexões à luz da principal literatura que enfoca a temática da hospitalidade e da interação entre turistas estrangeiros e residentes. Por meio de dados coletados pela pesquisa realizada por Aires (2009), junto aos moradores com no mínimo três anos de permanência no bairro, a saber, a Praia, o Conjunto e a Vila de Ponta Negra, permitiu-se concluir que, exceto com italianos, a quem os entrevistados demonstraram aversão, a relação entre residentes e turistas estrangeiros ocorre de forma harmoniosa, caracterizada principalmente pelas tentativas de aproximação da população local com os esses turistas. 

 

Palavras-chave: Turismo; Relação; Turistas estrangeiros; Residentes; Ponta Negra.

 


Palavras-chave


Turismo; Relação; Turistas estrangeiros; Residentes; Ponta Negra

Texto completo:

PDF


 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia