A hospitalidade dos guias-intérpretes e o desenvolvimento turístico duradouro

Catherine Morgan-Proux

Resumo




Este trabalho tem como objetivo verificar como o papel dos guias-intérpretes se registra como um passo rumo ao desenvolvimento duradouro, permeando a noção de hospitalidade. Uma das metas dos verdadeiros profissionais do acolhimento é tornar a prática da hospitalidade ao mesmo tempo universal e plural. Após uma visão geral dos grandes princípios da hospitalidade turística, nos deteremos nos guias de montanha dos Alpes franceses do século XIX, que desempenharam um papel especial junto aos primeiros turistas naquela região. A seguir, observaremos a profissão no contexto do século XX e, mais precisamente, quando o Ocidente constatou a importância de preservar os locais naturais na forma, por exemplo, de parques nacionais e o papel que os guias-intérpretes podem ali desempenhar.



Palavras-chave


hospitalidade; desenvolvimento duradouro; guia; guia-intérprete; história da hospitalidade;

Texto completo:

PDF


 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia