O rito da hospitalidade em eventos sociais do tipo casamento, aniversário infantil e baile de debutantes

Gheysa Lemes Gonçalves Gama

Resumo


Este artigo pretende estudar o rito da hospitalidade em eventos do tipo social, especificamente em três tipos de festa: casamento, infantil e 15 anos. Parte da premissa de que o rito da hospitalidade está intrínseco aos eventos, especialmente aos do tipo social e privado, que é o caso da festa, compreendida aqui, a partir dos casos investigados, como uma performance social que pressupõe uma troca entre o anfitrião – aquele que recebe – e o convidado – aquele que é recebido – podendo ser mediada pelo organizador do evento. Para cumprir o objetivo, a pesquisa contou com seguinte metodologia: pesquisa bibliográfica, observação simples e entrevistas com anfitriões e organizadores de eventos. Os dados coletados permitiram analisar o rito de hospitalidade a partir das categorias: artefatos simbólicos, roteiro e papel dos agentes que participam do ritual. Estes dados permitem concluir que os eventos do tipo social, como as festas estudadas, são rituais de hospitalidade ricos em possibilidades de reflexões.


Palavras-chave


Hospitalidade; Eventos; Festa

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/2179-9164.2020.v17n3.008

 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia