Eles se importam? Percepções de turistas e visitantes sobre a exploração animal em atrativos turísticos.

Verônica Feder Mayer, FERNANDA WERMELINGER HAIKAL, Raquel Lenziardi

Resumo


A utilização de animais para o entretenimento humano é uma prática antiga, que faz parte da cultura de diversas sociedades do mundo. Mesmo nos dias de hoje, o trabalho animal ainda é usado como atrativo em destinos turísticos, resultando em milhares de animais mantidos em cativeiro, nem sempre em boas condições de saúde e bem-estar. Mas será que turistas se importam? Tendo essa questão como guia, o presente trabalho analisou as percepções de turistas e visitantes a respeito da exploração de animais, comparando quatro atrativos renomados, sendo dois reconhecidos por adotarem atividades danosas para as espécies envolvidas e dois que adotam práticas de proteção das espécies e bem-estar dos animais. Para isso, foi coletada uma amostra aleatória de 208 comentários no site TripAdvisor, a maior rede social dedicada ao turismo no mundo. Os dados foram interpretados segundo o método da análise de conteúdo, com apoio do software NVivo, permitindo identificação sistemática de elementos semelhantes presentes nos comentários. Os resultados indicam que o bem-estar percebido dos animais exerce grande impacto na opinião dos indivíduos, influenciando não só a sua satisfação como também sua predisposição para se manifestarem na rede social, afetando a imagem projetada do atrativo e a sua reputação pública.


Palavras-chave


: exploração animal; bem-estar no turismo; mídias sociais; conteúdo gerado pelo usuário; imagem projetada

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/2179-9164.2020.v17n3.001

 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia