Antropologia e formas quotidianas: o brasileiro e a hospitalidade

Jean Lauand

Resumo


Transcrição de palestra realizada na aula inaugural do PPG em hospitalidade em março de 2019. Com base num tipo ideal, o autor analisa as formas cotidianas de trato, as características da hospitalidade do brasileiro. Para tanto, discute a sociologia da comunicação na linguagem e a suavidade (ou não...) de nossas formas quotidianas de convivência, analisando em particular os casos dos diminutivos, dos eufemismos, melindres e votos exagerados. Conclui que se unirmos esse calor F que o Brasil já fornece de graça e “de nascença” a nosso povo e ao pessoal que trabalha em serviços a um pouco mais do fator T, que valoriza a organização, a objetividade e a eficiência, nossa hospitalidade será, de longe, a melhor do mundo.

Palavras-chave


Português do Brasil; Hospitalidade; Formas de convivência; Sociologia e linguagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/2179-9164.2019.v16n1.009

 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia