O “DIA DO PATRIMÔNIO” EM PELOTAS/RS COMO UM ATO DE HOSPITALIDADE

Dalila Rosa Hallal, Dalila Müller, Pierre Chagas, Maria da Graça Gomes Ramos

Resumo


Este artigo tem como objetivo problematizar o “Dia do Patrimônio” na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, como um ato de hospitalidade, possibilitando a interação da comunidade com o seu patrimônio cultural material e imaterial. O “Dia do Patrimônio” é um evento anual que acontece na cidade desde o ano de 2013. É organizado pela Secretaria Municipal de Cultura (SECULT) e tem o propósito de aproximar a comunidade do patrimônio cultural da cidade. O trabalho configura-se como uma pesquisa qualitativa, baseada nas seguintes fontes: sites; revistas do Dia do Patrimônio elaboradas pela Secretaria Municipal de Cultura de Pelotas – SECULT em parceria com a Prefeitura Municipal de Pelotas; e duas entrevistas com colaboradoras da SECULT na época da criação do evento. Ressalta-se que o “Dia do Patrimônio” é um ato de hospitalidade, um evento que possibilita relações interpessoais, relações de convivência, sociabilidade e alteridade na cidade de Pelotas. O evento proporciona aos moradores e turistas descobrir, tomar consciência e valorizar as riquezas, sejam materiais ou imateriais, possibilitando repensar o patrimônio e sua diversidade na cidade de Pelotas

Palavras-chave


Hospitalidade; Patrimônio; Dia do Patrimônio; Pelotas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/2179-9164.2019.v16n2.003

 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia