COMPETÊNCIA COMUNICATIVA EM INGLÊS DOS TRABALHADORES DE HOSTELS DE FLORIANÓPOLIS-SC

Thayse Regina Abreu, Marimar Da Silva

Resumo


Os trabalhadores de hostels precisam dominar diferentes idiomas para interagir com os hóspedes adequadamente. No entanto, estudos vêm mostrando que há uma lacuna nesse tipo de conhecimento no setor, principalmente quando o idioma é o inglês. Este estudo, de natureza qualitativo-interpretativa, busca identificar o nível de competência comunicativa em inglês dos trabalhadores de hostels de Florianópolis. Foram selecionados 22 hostels e 22 trabalhadores. Os dados, obtidos por meio de questionárioe entrevistas, foram analisados qualitativamente. Os resultados sugerem um cenário positivo nos hostels em relação à competência em inglês dos trabalhadores. Contudo o estudo alerta que essa competência por si só não garante uma interação eficaz com o hóspede; outros conhecimentos são demandados. Sugere-se o aprofundamento do estudo para corroborar ou refutar os resultados obtidos.



Palavras-chave


Inglês; Hostels; Florianópolis.

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.21714/2179-9164.2018v15n2.008

 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia