INTERNACIONALIZAÇÃO, INTERCÂMBIO ACADÊMICO E RELAÇÕES DE ACOLHIMENTO NAS DIMENSÕES SINGULAR E COLETIVA

FABIOLA CARLA SARTORI, Marcia Maria Cappellano dos Santos

Resumo


O presente artigo, de teor ensaístico, considera a importância da proposição de estudos científicos tendo por objeto relações de acolhimento de intercambistas acadêmicos estrangeiros, para cuja argumentação convergem o contexto histórico das mobilidades internacionais e interações humano-sociais entre acolhedor e acolhido aí implicadas. Assim, no percurso reflexivo, Internacionalização, Intercâmbio acadêmico e relações de acolhimento nas dimensões singular e coletiva instituem-se como tópicos textuais centrais, o último assumindo o caráter de foco analítico dos dois outros e encerrando a relevância que a ele é conferida ao ser abordada essa temática. Tem-se aí o suposto de que as concepções teóricas constitutivas dos marcos conceituais de hospitalidade/acolhimento evocadas, pelas quais se pauta a racionalidade tecida no desenvolvimento dos processos analítico-descritivos, permitem que se as tomem como um referente de sustentação à proposição de que a forma como se efetiva a dialética de demandas e disposições de sujeitos em relação na sociodinâmica do acolhimento, repercute na significação dada à experiência de intercâmbio, na consecução de expectativas e nas marcas mnêmicas impressas durante a estada do estudante e após seu retorno – o que abre espaço a diferentes e oportunos projetos investigativos.


Palavras-chave


Hospitalidade/Acolhimento; Internacionalização; Mobilidade acadêmica; Acolhimento institucional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/2179-9164.2019.v16n1.002

 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia