VIAGENS DE AMÉLIA AO RIO DE JANEIRO: NARRATIVAS A PARTIR DAS TROCAS EPISTOLARES ENTRE 1885 E 1918

Dalila Rosa HALLAL, Letycia Rosa GRILL

Resumo


O artigo tem por objetivo analisar as narrativas de viagens realizadas por Amélia Hartley de Brito Antunes Maciel - Baronesa de Três Serros ao Rio de Janeiro. Os relatos se deram através das trocas epistolares que aconteciam entre Amélia e uma de suas filhas, Sinhá que estava em Pelotas. Foram analisadas as cartas trocadas entre Amélia e sua filha, no período de 1885 a 1909, onde se ressaltou as viagens de Amélia ao Rio de Janeiro. A família Antunes Maciel residiu em Pelotas - RS durante o final do século XIX e início do século XX, considerada uma das famílias mais importantes da cidade. A análise foi feita de maneira descritiva dialogando com a teoria. Nas missivas pode-se observar o cotidiano de uma mulher da elite que, após sua viuvez, passa a viajar constantemente para o Rio de Janeiro, principalmente durante o inverno, que o clima era mais favorável. Através das cartas detectou-se que os principais motivos das viagens da Baronesa para o Rio de Janeiro era o clima e para tratamentos de saúde. Além disso, foi possível ressaltar as percepções da Baronesa sobre as viagens realizadas no período analisado. 


Palavras-chave


Viagens; Trocas Epistolares; Rio de Janeiro

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/2179-9164.2017v14n1.760

 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia