Pokémon Go, Realidade Aumentada e Georeferenciamento: A gamificação nas suas possibilidades para o Turismo

Iraci Cristina da Silveira De Carli, Susana de Araújo Gastal, Micael Nozari Gomes

Resumo


Sucesso no cinema, o Pokémon toma outras proporções no jogo, ao fazer do jogador um partícipe e personagem principal. O Pokémon Go tem como objetivo capturar criaturas virtuais em locais da realidade concreta, espalhadas em pontos estratégicos das cidades. Este artigo propõe uma análise do Pokémon Go, destacando os princípios da Realidade Aumentada, Georeferenciamento, Jogos e Gamificação, assim como possíveis diálogos com o turismo. Trata-se de uma pesquisa de viés qualitativo e exploratório, baseada em revisão bibliográfica considerando os termos Realidade Aumentada, Georreferenciamento, Jogos e Gamificação. Os resultados parecem indicar, ao buscar-se resgatar outros jogos, agora direcionados ao turismo, uma presença ainda tímida, em que pese a importância e possibilidades dos Jogos Digitais e da Realidade Aumentada para divulgação de produtos e na ampliação e qualificação da experiência turística.


Palavras-chave


Turismo; Jogos Digitais; Gamificação; Realidade Aumentada; Georreferenciamento; Pokémon Go

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/1807-975X.2016v13nEp0117b

 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia