Inglês para hotelaria: análise das necessidades de aprendizado dos profissionais em hotéis de grande porte de João Pessoa/PB

Jessica Cristina da Silva, Carla Alecsandra de Melo Bonifácio

Resumo


Acreditando na importância do domínio do inglês para receber bem o turista estrangeiro, esta investigação pretendeu identificar as principais necessidades dos colaboradores de hotéis de grande porte no uso da língua inglesa, bem como dificuldades linguísticas enfrentadas pelos sujeitos no exercício da sua função profissional. Os questionários baseados em Hutchinson e Waters (2003) foram aplicados a recepcionistas, mensageiros e gestores de hotéis de grande porte no primeiro semestre de 2013 e continham perguntas abertas e fechadas distribuídas em três seções. Concluiu-se que dentro das rotinas hoteleiras a língua inglesa precisa ser bastante utilizada em conversas espontâneas, telefonemas, e-mails e na tradução de cardápios de restaurantes. Os profissionais acreditam que um curso de inglês para área hoteleira precisa priorizar a conversação por meio de diálogos informais sobre passeios turísticos, serviços oferecidos pelo hotel, horários e localização e etc. Além disto, deve proporcionar melhoria da conversação, interpretação de linguagem técnica e gramática. Constatou-se também que o profissional hoteleiro, formado na área e fluente em inglês, ainda não é valorizado pela gestão dos grandes hotéis de João Pessoa, além de disputar espaço no mercado de trabalho com profissionais sem qualificação e sem domínio do idioma.


Palavras-chave


Turismo. Inglês. Expectativas. Hotelaria. Hospitalidade.

Texto completo:

PDF


 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia