Acolher, explicar, desvelar: até onde me apresentar ao outro? Transparência e opacidade nas literaturas francófonas

Dominique Ranaivoson

Resumo


As condições econômicas tornaram possíveis os grandes deslocamentos, mas como fica a questão da abertura para o outro? A literatura francófona produzida nos países coloniais é aqui trazida como forma de apresentação de si ao outro, como tempo e lugar de uma hospitalidade recíproca, como um texto que apresenta e oculta um Outro ao mesmo tempo idêntico e radicalmente diferente. O autor conclui que esta literatura leva o leitor a um universo que lhe é familiar pela língua e complemente estranho pelos valores. Torna opaca uma realidade seja ocultando os contextos históricos em que esta foi produzida, seja negando os conhecimentos anteriores do leitor para obrigá-lo a entrar num universo apresentado como mais real. Esta postura conduz a simulacros de hospitalidade, a comédias de fraternização e mesmo à radicalização de identidades como autoproteção.

 


Palavras-chave


Hospitalidade; Acolhimento; Turismo; Literatura francófona;

Texto completo:

PDF


 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia