Comida de festa: o potencial de atratividade turística da gastronomia nas colônias de imigrantes em Castro – PR

Rúbia Gisele Tramontin Mascarenhas, José Manoel Gonçalves Gândara

Resumo


A tipicidade gastronômica regional, quando utilizada pela atividade turística, contribui para maior divulgação dos usos e costumes locais e, portanto, da cultura das regiões onde se desenvolve o turismo. Objetivou-se com este trabalho analisar as festas da colheita realizadas nas colônias Castrolanda e Terra Nova representantes das etnias holandesa e alemã no município de Castro – PR, verificando suas características de cultura, tipicidade alimentar e o uso para o turismo. Para tanto, realizou-se uma pesquisa de caráter etnográfico, em que foi realizado o levantamento histórico e caracterização dos pratos servidos nas festas da colheita das duas colônias. A metodologia utilizada foi um estudo analítico descritivo e que procurou estabelecer questões conceituais e identificar a alimentação nas colônias de imigrantes holandeses e alemães em Castro – PR. Utilizou-se também do estudo exploratório como método de pesquisa sobre a alimentação das festas da colheita nas localidades em estudo. Como resultado de pesquisa pode-se dizer que as culinárias holandesa e alemã possuem características peculiares na região em estudo, pois vinculam aspectos do país de origem aos ingredientes e costumes alimentares da localidade. Desta maneira, formam uma culinária particularizada que se vincula a história e aos costumes das colônias do município de Castro.


Palavras-chave


culinária étnica, atrativo turístico, festas gastronômicas.

Texto completo:

PDF


 Diretórios e Indexadores

 

REVISTA HOSPITALIDADE ISSN 1807-975X    e-ISSN 2179-9164

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia